Buscando a notícia para você desde 2007 - Região dos Lagos - Ano 2015 -

Bruxismo - Fisioterapia pode controlar e aliviar

Bruxismo, ato de apertar ou ranger os dentes, tem sintomas bastante desagradáveis, como fortes dores nos músculos da mastigação, pescoço e cabeça, além de alterações no sono e na saúde bucal. Mas, de uns tempos para cá, a fisioterapia tem sido citada como forma alternativa de lidar com o problema, para relaxar a musculatura da face e melhorar os movimentos da mandíbula.

Apesar de não ter causa específica, fatores psicológicos influenciam muito no aparecimento dessa condição. E é aí que a fisioterapia entra, para aliviar a tensão muscular causada pelo ato de ranger os dentes. “A fisioterapia utiliza técnicas de massagens, auto relaxamento, luz infravermelha, T.E.N.S (método que utiliza corrente elétrica de baixa voltagem com finalidade analgésica), ultrassom ou mesmo calor com compressas quentes no local tensionado”, diz Renato Mussa, Ortodondista da Well Clinic.

Com sessões de fisioterapia desdobramentos do bruxismo – desgaste dental, retrações de gengiva, quebra de dentes, problemas periodontais, movimentações dentárias e problemas musculares e posturais – podem ser aliviados e até evitados.

No entanto, a cooperação de quem sofre com o problema também é muito importante. “Muitas vezes é necessária a mudança de hábitos e comportamentos que exigem um esforço maior do paciente. Um tratamento multidisciplinar, com fisioterapia, psicologia e odontologia, sempre exige muita confiança e vontade de se tratar”, diz Renato.

Acupuntura também ajuda 

Já a acupuntura tem como objetivo buscar o equilíbrio do corpo. Para isso, são feitas aplicações de agulhas (estímulos) na pele em pontos específicos de canais energéticos. “Estudos mostram que ela diminui o nível de atividade muscular e reduz os sinais e sintomas dessa doença”, afirma Renato.

Fique sabendo de o seu filho tem Bruxismo

Há pesquisas que registram crianças que rangem os dentes desde os três anos. Normalmente, a mãe ou a pessoa que fica a maior parte do tempo com os pequenos relata que ouve barulho de atrito entre os dentes durante o sono.

Segundo a odontopediatra Adriana Ortega, professora da Faculdade de Odontologia da USP, caso a mãe esteja desconfiada do problema, o diagnóstico deve ser complementado pelo exame físico, para o odontopediatra investigar se há sinais de desgaste nos dentes.

Há meios para controlar seus prejuízos, como o desgaste (irreversível) dos dentes, fratura de restaurações, dores de cabeça e face, além do som desagradável que pode ser incômodo para as pessoas que convivem com a criança.

O uso de placas para preservação do tecido dentário é utilizado em todos os pacientes com bruxismo adultos ou crianças, o que diferencia é o desenho e adaptação desses aparelhos de acordo com a idade do paciente.

Para investigar a fundo a causa do ranger de dentes é preciso marcar consultas com outros especialistas além do dentista. Pesquisas demonstram que muitas crianças com bruxismo podem apresentar sinais de ansiedade, estresse, apneia, entre outras alterações, que precisam de avaliação de diversos profissionais da área da saúde que não só o cirurgião-dentista.



Fonte : Terra Saúde
Foto   : Nathan B Dappen / Shutterstock